NOTA DE REPÚDIO – Projeto de Lei 7596/17

NOTA DE REPÚDIO – Projeto de Lei 7596/17

FENADEPOL

SETOR DE AUTARQUIAS SUL, QUADRA 05, EDIFÍCIO OK OFFICE TOWER, 4º ANDAR, SALAS 414/415 – CEP 70.070-050 – BRASÍLIA – DF TELEFONE (61) 3223-3859 / 98381-1133

 

NOTA DE REPÚDIO

A Federação Nacional dos Delegados de Polícia Federal – FENADEPOL, entidade que representa os Delegados de Polícia Federal, vem a público expressar seu repúdio ao teor do Projeto de Lei 7596/17, aprovado pela Câmara Federal dos Deputados em 14 de Agosto, à noite, o qual define crimes de abuso de autoridade, sem a esperada e devida discussão com as instituições envolvidas e com a sociedade.

É de se perguntar a quem interessa o enfraquecimento das autoridades responsáveis pelo combate à corrupção, à lavagem de dinheiro e as organizações criminosas, quando, em vez de aperfeiçoar o sistema penal brasileiro, buscando a devida punição aos que afrontam à segurança da sociedade, buscam criminalizar seus operadores, atingindo suas funções essenciais, com o único objetivo de intimidá-los.

Neste momento, é imprescindível que o Excelentíssimo Senhor Presidente da República, ciente de sua obrigação de zelar pela Segurança da Sociedade Brasileira vete esse malfadado projeto, que causará graves prejuízos à luta contra as organizações criminosas, apresentado como verdadeiro Estatuto de Defesa da Criminalidade.

Brasília, 15 de agosto de 2019.

Viviane da Rosa Presidente

Reunião das entidades da UPB PEC 06/19

Reunião das entidades da UPB PEC 06/19

Reunião das entidades da UPB, hoje, 13/08, na sede da APCF, em Brasília, para definir estratégias e ações no acompanhamento da PEC 06/19, em tramitação no Senado Federal. Participaram da reunião as presidentes da FENADEPOL Viviane da Rosa e SINDEPOL Maria do Socorro Tinoco.

D:\PERFIL\Desktop\WhatsApp Image 2019-08-13 at 17.03.30.jpeg

 

COMUNICADO SINDEPOL 11-07-2019

COMUNICADO SINDEPOL 11-07-2019

Aprovada no plenário da Câmara, nesta madrugada (12), por 467 votos a 15, uma emenda aglutinativa que altera a reforma da Previdência para prever regras de aposentadoria mais justas para carreiras policiais.

Integralidade e paridade mantidas, inclusive para os policiais que ingressaram na instituição após 2013.

A emenda ainda precisa ser votada novamente em segundo turno, para aí seguir para o Senado.

As presidentes do SINDEPOL e FENADEPOL acompanharam a votação no plenário da Câmara e agradeceram o empenho dos policiais parlamentares na aprovação do destaque.

D:\PERFIL\Desktop\WhatsApp Image 2019-07-12 at 02.18.15.jpeg

D:\PERFIL\Desktop\WhatsApp Image 2019-07-12 at 02.18.15 (1).jpeg

D:\PERFIL\Desktop\WhatsApp Image 2019-07-12 at 02.18.16.jpeg

D:\PERFIL\Desktop\WhatsApp Image 2019-07-12 at 02.18.16 (1).jpeg

D:\PERFIL\Desktop\WhatsApp Image 2019-07-12 at 02.18.17.jpeg

D:\PERFIL\Desktop\WhatsApp Image 2019-07-12 at 02.18.17 (1).jpeg

D:\PERFIL\Desktop\WhatsApp Image 2019-07-12 at 02.18.18.jpeg

D:\PERFIL\Desktop\WhatsApp Image 2019-07-12 at 02.18.18 (1).jpeg

D:\PERFIL\Desktop\WhatsApp Image 2019-07-12 at 02.18.19.jpeg

D:\PERFIL\Desktop\WhatsApp Image 2019-07-12 at 02.18.19 (1).jpeg